quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

GUAMARÉ RN

ESCOTEIRO
O Muncípio de Guamaré conta com um grupo de escoteiros denominado Grupo de Ecoteiros São Paulo - G.E.S.P 29º RN, é um grupo da modalidade básica (da terra) fundado no ano de 1998, têm um contigente de mais de 100 componentes e é gratúito, têm a sede localizada no distrito de Baixa do meio, Rua Manoel Ribeiro S/Nº, 59598-000. Têm como Diretor Preseidente Flávio Soares da Silva.
ESPORTE
O Esporte em Guamaré movimenta jovens e adultos. Na praia Aratuá acontece todos os anos (duas vezes por ano), o Campeonato de Futebol de Praia, com apoio da Prefeitura Municipal. Ainda na Praia Aratuá, ocorrem campeonatos de Fut-vôlei e Vôlei de Praia, Natação, Regatas, Corridas Rústicas, Ciclismos, entre outros. Mas o Esporte também é destaque nos Colégios, onde os times locais já alcançaram títulos de campeões nos Jogos Estudantis do Rio Grande do Norte – JERNS. Alguns grupos de Capoeira e de Makulelê, já existem em Guamaré e Baixa do Meio.
RELIGIÃO
Quase todas as famílias de Guamaré, eram católicas. Tudo girava em torno da igreja. Os eventos eram sempre nas comemorações religiosas. Os padres vinham de Macau, porém não eram freqüentes. Os casamentos, batizados e outras recepções, geralmente eram em grupo, pois marcavam uma data comum. A igreja era rígida com os fiéis. Existiam as novenas tanto na igreja, quanto nas casas das famílias. As festas da padroeira, eram complementadas com barracas em volta da igreja, com quermesses, leilões e muitas doações. Havia muita devoção. A primeira família Evangélica de Guamaré, é a do senhor Cícero Preto, que iniciou em sua casa, o culto e hoje o movimento evangélico é grande e ajudou na formação da sociedade. Os espíritas kardecistas são poucos e quase não há divulgação desse movimento. Os adeptos do candomblé, também existem em pequenos grupos, mas existem terreiros em movimento.
CULTURA
A Cultura local é a tradicional das cidades litorâneas. As antigas bordadeiras e rendeiras, assim como os pescadores que constroem redes e armadilhas de pesca ainda fazem o Artesanato de Guamaré. O Folclore entre os adultos perdeu-se um pouco, mas hoje é resgatado nos jovens, através das escolas. As danças comuns eram: Lapinha, Pastoril, Boi de Reis, Côco de Roda, Xaxado, quadrilhas. Os bailes, nas casas de famílias, eram geralmente tocados por um sanfoneiro, ou tocador de cavaquinho, Realejo e acompanhados com Pandeiros e bombos. Dançavam casais, crianças, idosos, todos com muito respeito. A iluminação era com candeeiro, lamparina, com querosene e depois apareceu a lâmpada a gás. A iluminação só veio, no ano de 1958, quando um motor de moer sal, após esse trabalho, energia para as duas ruas principais. Poucas casas puxavam essa energia. Ficava acesa apenas de seis horas da tarde, até as nove da noite. Na década de 60, é que a energia de Paulo Afonso chegou até Guamaré. Os fogões eram acesos com lenha ou carvão. O uso do Gás de cozinha, só chegou para nós, no final da década de 60.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Sou o subtenente PM/RN JOSÉ MARIA DAS CHAGAS, natural de Mossoró-RN, pai de quatro filhos e que tem como base principal de vida:AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS" e AMAR AO PRÓXIMO COMO AMO A MIM MESMO"; ÃLÉM DE SER HUMILDADE E ATÉ A PRESENTE DATA NUNCA ECONOMIZEI UM GOTA DE HONESTIDADE. TENHO A MANIA DE ESCREVER, ESCREVER, ESCREVER, DE LER, LER, LER; DE PESQUISAR. COM CINCO BLOGS NA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES, CUJA META FINAL É DE CHEGAR AOS 7 BLOGS E 400 LINKS. SOU 95 POR CENTO TORCEDOR DO BARAÚNAS, O MAIS QUERIDO DE MOSSORÓ E 5 POR CENTO FLUMINENSE.